top of page
banner-sobre.jpg

Cannabinoid receptor type 1 expression in the developing avian retina

Home /
Publicações

Sobre o projeto

Sampaio LS et al. Cannabinoid receptor type 1 expression in the developing avian retina: morphological and functional correlation with the dopaminergic system. Front Cell Neurosci. 2018; 12:58. doi: 10.3389/fncel.2018.00058.

Resumo

A retina de aves tem sido usada como modelo para estudar a sinalização de diferentes neuro e gliotransmissores, e ainda é incerto como os sistemas dopaminérgico e endocanabinoide estão relacionados na retina. Neste trabalho, foram estudadas a expressão dos receptores canabinoides tipo 1 e 2 (CB1 e CB2), assim como a monoacilglicerol lipase (MAGL), enzima que degrada o 2-araquidonoilglicerol (2-AG), durante o desenvolvimento da retina. Os dados mostraram que o receptor CB1 é altamente expresso do dia embrionário 5 (E5) até o dia pós eclosão 7 (PE7), diminuindo seus níveis durante o desenvolvimento. O receptor CB1 é encontrado em alta densidade na camada de células ganglionares e na camada plexiforme interna. O receptor CB2 também foi encontrado de E5 a PE7 com uma diminuição na sua expressão a partir do dia E9, e está presente principalmente na laminação da camada plexiforme interna em PE7. A MAGL é expressa em todas as camadas da retina, principalmente nas camadas plexiforme interna e externa de E9 até PE7. Os receptores CB1 e CB2 foram encontrados em neurônios e células gliais, mas a MAGL foi encontrada apenas na glia de Müller. Retinas de animais mais maduros (PE7) mostram células positivas para CB1 principalmente na camada interna nuclear, e a coexpressão de CB1 e tirosina hidroxilase (TH) foi mostrada em poucas células quando ambos os sistemas estão desenvolvidos. A co-localização de CB1 com TH foi altamente associada à imunomarcação de receptor D1 em culturas primárias. Por fim, o AMP cíclico (cAMP) foi ativado pelo SKF38393, um agonista seletivo D1, e inibido quando as culturas foram tratadas com WIN55, 212-2 de maneira CB1-dependente. Os resultados sugerem uma correlação entre os sistemas endocanabinoide e dopaminérgico durante o desenvolvimento da retina de aves. Além disso, a ativação de CB1 limita o acúmulo de cAMP via ativação do receptor D1 e pode influenciar parâmetros embriológicos durante a diferenciação da retina de aves.

Quer saber mais sobre o nosso time?

Entre em contato pelo email contatotimecannabis@gmail.com

bottom of page